Ave Maria

carlos-galhardo

*
Carlos Galhardo
(Buenos Aires, 24 de abril de 1913 — Rio de Janeiro, 25 de julho de 1985)
*
Cai a tarde tristonha e serena
Em macio e suave langor
Despertando no meu coração
A saudade do primeiro amor
Ungido se esvai lá no espaço
Nessa hora de lenta agonia
Quando o sino saudoso murmura
Badaladas da Ave-Maria

Sino que tange com mágoa dorida
Recordando os sonhos da aurora da vida
Dai-me ao coração paz e harmonia
Na prece da Ave Maria
No alto do campanário
Uma cruz simboliza o passado
De um amor que já morreu
Deixando um coração amargurado
*
Fonte:
http://www.vagalume.com.br/carlos-galhardo/ave-maria-erothides-de-campos.html
*
Colaboração:
Alvaro Basile Portughesi
clareon@uol.com.br
*
Desejo que o seu Novo Dia Concedido seja: Feliz!
*
Fraternalmente,
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida
Encarnado há 27.918 dias.
Obrigado Senhor!
*
*
***

Deixe uma resposta