INSISTAMOS NO BEM


*
INSISTAMOS NO BEM
*
Pelo Espírito Emmanuel. Psicografia de Francisco Cândido Xavier.
Livro: Nosso Livro. Lição nº 22. Página 55.

Alguém recusou a verdade e a bênção de que te fizeste mensageiro? Insiste ainda. Não abandones o ensejo de estender o bem. Não profiras palavra de maldição, não acuses, não critiques.
Cada criatura vive no centro de problemas nem sempre acessíveis ao nosso primeiro olhar.
Persevera nas demonstrações de bondade e compreensão.
É possível que a tua frase contundente fira o próximo.
Ministremos a cada doente o remédio que lhe corresponde. O sorriso de fraternidade, a ajuda silenciosa, a humildade sem alarde, a flor da gentileza e o gesto amigo cabem, prodigiosamente, em qualquer parte.
Acima do “convencer”, permanece o “auxiliar”.
Ao grelo tenro não se pedem os frutos da árvore venerável e do vinagre compacto não se deve esperar a corrente de mel.
Aproveitemos o tempo, espalhando o amor com que o Cristo nos dotou os corações.
É possível que o veio de ouro esteja profundo na montanha da ignorância e da maldade. Insistamos, porém, e lavremos a terra, penetrando-lhe os recessos, sem ruído e sem ofensa.
Dificuldades incontáveis ocultam, ainda hoje, a visão da riqueza escondida? Não importa. Amanhã, o sol reaparecerá, outra vez, no horizonte, a chuva da divina misericórdia terá lavado os detritos do solo e atingiremos a glória da realização.
Atende ao bem, agora, em paz, hoje e amanhã, aqui e onde estiveres, porque Jesus igualmente persiste nele e prometeu que o Reino da Luz será conferido a quantos saibam perseverar até o fim.
*
Colaborador:
Antônio Sávio de Resende – Tonhão
email’s: asavio921@uol.com.br; asavio@uaivip.com.br; asavio.fcvv@gmail.com; asavio13@uol.com.br;
“O que sentes revela o rumo para onde te diriges;
O que pensas te aponta o lugar em que te encontras;
O que falas indica o que sabes;
O que fazes mostra quem és.”
Emmanuel & Chico Xavier. Livro: Caminhos
Lição nº 02: Definições – Página nº 17.
*
Desejo que o seu Novo Dia Concedido seja: Feliz!
*
Fraternalmente,
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida
Encarnado há 28.050 dias.
Obrigado Senhor!
*
Eudison de Paula Leal
eudisonleal@gmail.com
www.comkardec.com
https://www.facebook.com/EudisonLeal
https://www.facebook.com/apil.colonial
*

Responsabilidade


*
Responsabilidade
*
SACA TEXTO 06MAI17
Espírito Druso, em “Ação e Reação”, obra do Espírito André Luiz psicografia de Francisco Cândido Xavier.

“Asseguro-lhes, assim, que, nas zonas infernais propriamente ditas, apenas residem aquelas mentes que, conhecendo as responsabilidades morais que lhes competiam, delas se ausentaram, deliberadamente, com o louco propósito de ludibriarem o próprio Deus. O inferno, a rigor, pode ser, desse modo, definido como vasto campo de desequilíbrio, estabelecido pela maldade calculada, nascido da cegueira voluntária e da perversidade completa. Aí vivem domiciliados, às vezes por séculos, Espíritos que se bestializaram, fixos que se acham na crueldade e no egocentrismo. Constituindo, porém, larga província vibratória, em conexão com a humanidade terrestre, de vez que todos os padecimentos infernais são criações dela mesma, estes lugares tristes funcionam como crivos necessários para todos os Espíritos que escorregam nas deserções de ordem geral, menosprezando as responsabilidades que o Senhor lhes outorga.”
*
Desejo que o seu Novo Dia Concedido seja: Feliz!
*
Fraternalmente,
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida
Encarnado há 28.050 dias.
Obrigado Senhor!
*
Eudison de Paula Leal
eudisonleal@gmail.com
www.comkardec.com
https://www.facebook.com/EudisonLeal
https://www.facebook.com/apil.colonial
*

Ajude-nos Senhor!

Reflexão

Prece

*
Prece para Jesus, o Cristo
*
Amado Mestre Jesus, Senhor!
Genuflexo peço pela saúde da minha filha Gigi.
Acode-nos Senhor!
*
Desejo que o seu Novo Dia Concedido seja: Feliz!
*
Fraternalmente,
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida
Encarnado há 28.050 dias.
Obrigado Senhor!

Eudison de Paula Leal
eudisonleal@gmail.com
www.comkardec.com
https://www.facebook.com/EudisonLeal
https://www.facebook.com/apil.colonial
*
Publicação número 11.882