Álvaro Basile Portughesi


*
Vivíamos os anos 70 e nessa época privei da amizade do delegado médium e escritor Ranieri.Rafael Américo Ranieri residia na Cidade de Guaratinguetá no seu sítio do Ovo Azul, onde galinhas, patos e gansos morriam de velhos.Acomodados na cozinha durante o café da manhã, disputavamos com os pombos espalhados sobre a mesa, os pães, frutas e bolachas.O autor de Materializações Luminosas, lá vivia como se tudo aquilo fosse a coisa mais natural do mundo.Amava os animais e se alimentar de carne nem pensar.
Naquela manhã depois de informar que havia terminado de escrever um livro a respeito de Chico Xavier, perguntou a mim se eu teria um nome para sugerir a àqueles casos ocorridos com o grande médium.Me tomei de ares proféticos e disse:
Amigo como o nosso Chico está velho e poderá desencarnar em breve, acredito que “Recordações de Chico Xavier” seria um nome adequado.

Ele aceitou a sugestão e colocou esse nome na obra, mas quem desencarnou foi o Ranieri é o Chico ficou por aqui ainda ao longo de muitos anos…
Comentou preocupado que a Casa Espírita onde atuava passara por um incêndio que destruiu principalmente a área onde eram acomodadas as pessoas assistidas pelo Centro.
Em torno do lago, enquanto os patos e gansos deslizavam sobre as águas , tomamos de papéis e lápis e assistidos por mentores amigos, psicografamos mensagens tomados de profundas emoções.
Anoitecia e despontavam as primeiras estrelas. Fui convidado pelo amigo a visitar a quermesse promovida pela Paróquia da cidade.
Lá presenciei algo que transcorridos 50 anos não consegui esquecer.Enveredando por entre as ofertas da quermesse, eu parei para ler os dizeres que haviam na placa que fora afixada na barraca onde o sorridente padre atuava : Participem e colaborem com a nossa quermesse que está sendo realizada em prol do Centro Espírita Irmão Altino, que sofreu recentemente um grande incêndio!
*
Desejo que o seu Novo Dia Concedido seja: Feliz!
*
Fraternalmente,
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida
Encarnado há 28.173 dias.
Obrigado Senhor!
*
*
***

Deixe uma resposta