Amigos Visitantes

*
Amigos visitantes
*
Neste documento está o registro de muitos visitantes do post do Álvaro Basile Portughesi.
A experiência de mais de 60 anos de mediunidade se torna evidente.
Para saber mais, click aqui.
Eu te agradeço.
*
Desejo que o seu Novo Dia Concedido seja: Feliz!
*
Fraternalmente,
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida
Encarnado há 28.060 dias.
Obrigado Senhor!
*

Seja Bem-Vindo!

20160108_Bem_Vindo_Seja
*
* Pindamonhangaba-SP – Sexta-feira
* 08/jan/2016
*
*** .
*** Seja Bem-Vindo!
*** .
*
Amigo(a),
Sejamos Abençoados!
Saúde!
*
Estamos de Casa Nova!
http://wv8.com.br/comkardec.com/
*
Com novos recursos técnicos quero aprimorar a comunicação.
Sua participação é fundamental.
Eu aguardo seu contato:
*
Palavras-chave:
Allan Kardec, Alma, Ansiedade, Arte, Atômico, Átomo, Auto Ajuda, Autonomia, Autorrealização, Avatar, Célula Biológica, Célula Humana, Cérebro, Chico Xavier, Ciência, Competência, CorelDraw, Cosmo, Depressão, Dever, Dinheiro, Discernimento, DNA, Dor Humana, Edgard Armond, Encéfalo, Entendimento, Espiritismo, Espiritualidade, Ética, Espírito, Espírito Matéria, Ética, Eudison, Família, Filosofia, Física, Francisco Cândido Xavier, Genealogia, Holismo, Holístico, Honestidade, Inteligência, Inteligência Artificial, Inteligência Humana, Jan Val Ellam, Janelas da Alma, Jesus, Jesus o Cristo, José Grosso, Kardec, Leal, Lógica, Maçon, Macro, Medicina Alternativa, Meditação, Médium, Memória, Memória Humana, Metafísica, Miramez, Música Clássica, Neurônio, Palminha, Paranormal, Perispírito, Pineal, Prazer, Prestígio, Poder, Psico, Psicobiofísica, Psicofonia, Psicografia, Psicometria, Ramatis, Salto Quântico, Segurança, Sérgio Felipe de Oliveira, Sinapse, Sinapseslinks, Sinapsesartes, Teosofia, Valores Espirituais, Valores Eternos, Valores Humanos, VBA, Virtude, Visual Basic, WordPerfect,
*
Eudison de Paula Leal
eudison@gmail.com
Eu te agradeço.
*
Desejo que o seu Novo Dia Concedido seja: Feliz!
*
Fraternalmente,
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida
Encarnado há 27.564 dias.
Eu TE Agradeço Senhor!
*
*** http://wv8.com.br/comkardec.com/

Trilhos

Allan Kardec, Alma, Ansiedade, Arte, Atômico, Átomo, Auto Ajuda, Autonomia, Autorrealização, Avatar, Célula Biológica, Célula Humana, Cérebro, Chico Xavier, Ciência, Competência, CorelDraw, Cosmo, Depressão, Dever, Dinheiro, Discernimento, DNA, Dor Humana, Edgard Armond, Encéfalo, Entendimento, Espiritismo, Espiritualidade, Ética, Espírito, Espírito Matéria, Ética, Eudison, Família, Filosofia, Física, Francisco Cândido Xavier, Genealogia, Holismo, Holístico, Honestidade, Inteligência, Inteligência Artificial, Inteligência Humana, Jan Val Ellam, Janelas da Alma, Jesus, Jesus o Cristo, José Grosso, Kardec, Leal, Lógica, Maçon, Macro, Medicina Alternativa, Meditação, Médium, Memória, Memória Humana, Metafísica, Miramez, Música Clássica, Neurônio, Palminha, Paranormal, Perispírito, Pineal, Prazer, Prestígio, Poder, Psico, Psicobiofísica, Psicofonia, Psicografia, Psicometria, Ramatis, Salto Quântico, Segurança, Sérgio Felipe de Oliveira, Sinapse, Sinapseslinks, Sinapsesartes, Teosofia, Valores Espirituais, Valores Eternos, Valores Humanos, VBA, Virtude, Visual Basic, WordPerfect, WordPress,

20150525_Trilhos
*
Palavras-Chaves:
(Keywords)

Allan Kardec, Alma, Ansiedade, Arte, Atômico, Átomo, Auto Ajuda, Autonomia, Autorrealização, Avatar, Célula Biológica, Célula Humana, Cérebro, Chico Xavier, Ciência, Competência, CorelDraw, Cosmo, Depressão, Dever, Dinheiro, Discernimento, DNA, Dor Humana, Edgard Armond, Encéfalo, Entendimento, Espiritismo, Espiritualidade, Ética, Espírito, Espírito Matéria, Ética, Eudison, Família, Filosofia, Física, Francisco Cândido Xavier, Genealogia, Holismo, Holístico, Honestidade, Inteligência, Inteligência Artificial, Inteligência Humana, Jan Val Ellam, Janelas da Alma, Jesus, Jesus o Cristo, José Grosso, Kardec, Leal, Lógica, Maçon, Macro, Medicina Alternativa, Meditação, Médium, Memória, Memória Humana, Metafísica, Miramez, Música Clássica, Neurônio, Palminha, Paranormal, Perispírito, Pineal, Prazer, Prestígio, Poder, Psico, Psicobiofísica, Psicofonia, Psicografia, Psicometria, Ramatis, Salto Quântico, Segurança, Sérgio Felipe de Oliveira, Sinapse, Sinapseslinks, Sinapsesartes, Teosofia, Valores Espirituais, Valores Eternos, Valores Humanos, VBA, Virtude, Visual Basic, WordPerfect, WordPress,
*
*
* Pindamonhangaba-SP – Segunda-feira
* 25/mai/2015
*
*
*** .
*** Trilhos
*** .
*
*
Bom Dia!
Sejamos Abençoados!
Saúde!
*
As “Palavras Chaves” da list acima são verdadeiros trilhos.
É o bom caminho pontilhado…
Nem sempre conseguimos trilhar o caminho “adequado”!!!
Cometemos erros, diariamente, de forma consciente ou não.
Assim…eu te peço, ajude-me a corrigir meus desvios para que o meu trem não sai dos trilhos causando cenários tristes e inconvenientes.
Conto com você.
Eu te agradeço.
*
Desejo que o seu Novo Dia Concedido seja: Feliz!
*
Fraternalmente,
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida
Encarnado há 27.336 dias.
Eu TE Agradeço Senhor!
*
Colabore com a divulgação. Grato.
*
*** https://sinapseslinks.wordpress.com/

João de Deus

Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Imagem

João de Deus

João Teixeira de Faria (Cachoeira de Goiás,1 24 de julho de 1942), no Brasil mais conhecido como João de Deus ouJoão de Abadiânia e em outros países como John Of God2 , é um médiumfilantropo e fazendeiro brasileiro.3 4

Residente na cidade de Abadiânia, interior do estado de Goiás, é mundialmente famoso por servir de médium para a realização de tratamento espiritual, incluindo “cirurgias espirituais” sem cortes e “cirurgias espirituais” com cortes de pele sem a utilização de anestesia, em que não ocorrem sangramentos e nem infecções pós-operatórias; para esses atendimentos fundou em 1976 a Instituição de caridade Casa de Dom Inácio de Loyola, onde atende pacientes os quais cerca de 80% são estrangeiros (incluindo médicos) e, embora não haja cobrança pelos atendimentos, ocorre a produção de medicamento passiflora e sua venda a preço simbólico.2 5 A Casa de Dom Inácio de Loyla também distribui sopa gratuitamente aos que esperam atendimento6 e doa o medicamento passiflora aos que são orientados a fazerem uso dessa medicação mas não podem pagar.4

João de Deus possui também duas outras instituições de caridade em Abadiânia, “Casa da Sopa” – onde é servido gratuitamente refeições aos pobres – e “Casa do Banho” – onde os pobres gratuitamente tomam banho e têm as suas roupas lavadas.6

Dentre os pacientes famosos do médium estão os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da SilvaBill Clinton e Hugo Chávez, opsicoterapeuta Dr. Wayne Dyer, o humorista Chico Anysio, a apresentadora Maria das Graças Meneghel, a atriz Shirley MacLaine e o ator Marcos Frota2 7 8 9 Ele ganhou maior notoriedade após ter sido entrevistado pela apresentadora e empresária Oprah Winfrey.1

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_de_Deus_(m%C3%A9dium)
*
Biografia: http://www.joaodedeus.com.br/biografia

A verdade está lá fora

*

A verdade está lá fora

Conheça o Núcleo de Parapsicologia da UnB, onde disco voador e astrologia têm status de ciência

Sérgio Lima/Folha Imagem

Álvaro Luiz Tronconi, coordenador do grupo da UnB

RICARDO MIOTO
ENVIADO ESPECIAL A BRASÍLIA

Na pequena sala do professor Álvaro Luiz Tronconi, no prédio principal da Universidade de Brasília, misturam-se livros-texto suas duas especialidades: física da matéria condensada e percepção extrassensorial.

Doutor em física pela Universidade de Oxford, Reino Unido, Tronconi coordena um grupo de uma dezena de docentes que se reúnem para estudar fenômenos que supostamente existem, mas que estão fora do alcance da ciência “tradicional”.

Fundado em 1989, o Núcleo de Estudos de Fenômenos Paranormais da UnB promove pesquisas e cursos em quatro áreas: astrologia, ufologia, conscienciologia (relacionada aos potenciais do cérebro humano) e terapias integrativas (propondo novas abordagens na medicina).

Um curso de percepção extrassensorial, por exemplo, envolvia “acessar o mundo extrafísico”. Um exercício ajudava a “ver assombração, acessar algo do passado, olhar algo do futuro”.

“PRECONCEITO”
Tronconi diz que o núcleo já passou por vacas magras e gordas, dependendo do reitor. “Na atual administração o pessoal é menos radical”, alegra-se o pesquisador.

Ele reclama de preconceito contra a área. Com frequência os comitês da UnB negam dinheiro para seu grupo. “Mas eles negaram sem julgar o mérito. Sempre falaram que era bobagem, que a UnB não podia permitir aquilo porque ia colocar a universidade em descrédito.”

Os órgãos de fomento federais também negam verba, fazendo com que o núcleo procure fundações estrangeiras interessadas na área.

Uma pena, diz. Esses conhecimentos poderiam ser úteis para a sociedade.
“Existe a astrologia médica, por exemplo. Aqui em Brasília você até encontra um ou outro médico que, quando você vai lá fazer o exame, ele pega seus dados e diz qual parte do seu corpo é mais vulnerável, o que pode ajudar no diagnóstico.”

Ele diz que sensitivos poderiam também ajudar a polícia. Suas opiniões não deveriam servir como palavra em tribunais, diz, mas eles deveriam fazer parte das equipes de investigações.

“Algumas pessoas dizem que é charlatanismo, que é feitiçaria, que é coisa de quem tem distúrbio mental”, diz. Mas, segundo ele, os alunos se interessam profundamente pelo assunto.

Entre as atividades de pesquisa recentes está a busca pela compreensão dos episódios de supostos aparecimentos de extraterrestres na Terra. Uma outra pesquisa tenta mostrar que sensitivos podem dar diagnósticos precisos da doença de alguém.

PERSISTÊNCIA
O último trabalho de Tronconi envolveu seis levar deles para o hospital da UnB para adivinhar o que os pacientes tinham. A conclusão foi que os sensitivos não conseguiam acertar mais do que um computador chutando doenças aleatórias.

Isso não é motivo para desistir das pesquisas, porém, diz Tronconi.

“Quando há um grande médium, um paranormal, a gente vê que ele é capaz de realizar certos fenômenos”, diz. “Mas chega uma hora que ele está cansado ou estressado e vai fazer uma demonstração. Então percebe que não vai dar conta e arruma um jeito de fazer usando um truque. Isso pode acabar com toda a reputação dele.”
*
JFSP30MAI2010A22
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe3005201002.htm
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Médiuns

*

Médiuns

O Evangelho Segundo o Espiritismo

ESE_cap28_9

9. PREFÁCIO. Quis o Senhor que a luz se fizesse para todos os homens e que em toda a parte penetrasse a voz dos Espíritos, a fim de que cada um pudesse obter a prova da imortalidade.

Com esse objetivo é que os Espíritos se manifestam hoje em todos os pontos da Terra e a mediunidade se revela em pessoas de todas as idades e de todas as condições, nos homens como nas mulheres, nas crianças como nos velhos.

É um dos sinais de que chegaram os tempos preditos. Para conhecer as coisas do mundo visível e descobrir os segredos da Natureza material, outorgou Deus ao homem a vista corpórea, os sentidos e instrumentos especiais.

Com o telescópio, ele mergulha o olhar nas profundezas do espaço, e, com o microscópio, descobriu o mundo dos infinitamente pequenos.

Para penetrar no mundo invisível, deu-lhe a mediunidade.

Os médiuns são os intérpretes incumbidos de transmitir aos homens os ensinos dos Espíritos; ou, melhor, são os órgãos materiais de que se servem os Espíritos para se expressarem aos homens por maneira inteligível.

Santa é a missão que desempenham, visto ter por fim rasgar os horizontes da vida eterna.

Os Espíritos vêm instruir o homem sobre seus destinos, a fim de o reconduzirem à senda do bem, e não para o pouparem ao trabalho material que lhe cumpre executar neste mundo, tendo por meta o seu adiantamento, nem para lhe favorecerem a ambição e a cupidez.

Aí têm os médiuns o de que devem compenetrar-se bem, para não fazerem mau uso de suas faculdades. Aquele que, médium, compreende a gravidade do mandato de que se acha investido, religiosamente o desempenha. Sua consciência lhe profligaria, como ato sacrílego, utilizar por divertimento e distração, para si ou para os outros, faculdades que lhe são concedidas para fins sobremaneira sérios e que o põem em comunicação com os seres de além-túmulo.

Como intérpretes do ensino dos Espíritos, têm os médiuns de desempenhar importante papel na transformação moral que se opera. Os serviços que podem prestar guardam proporção com a boa diretriz que imprimam às suas faculdades, porquanto os que enveredam por mau caminho são mais nocivos do que úteis à causa do Espiritismo.

Pela má impressão que produzem, mais de uma conversão retardam. Terão, por isso mesmo, de dar contas do uso que hajam feito de um dom que lhes foi concedido para o bem de seus semelhantes.

O médium que queira gozar sempre da assistência dos bons Espíritos tem de trabalhar por melhorar-se. O que deseja que a sua faculdade se desenvolva e engrandeça tem de se engrandecer moralmente e de se abster de tudo o que possa concorrer para desviá-la do seu fim providencial.

Se, às vezes, os Espíritos bons se servem de médiuns imperfeitos, é para dar bons conselhos, com os quais procuram fazê-los retomar a estrada do bem. Se, porém, topam com corações endurecidos e se suas advertências não são escutadas, afastam-se, ficando livre o campo aos maus. (Cap. XXIV, n° 11 e 12.)

Prova a experiência que, da parte dos que não aproveitam os conselhos que recebem dos bons Espíritos, as comunicações, depois de terem revelado certo brilho durante algum tempo, degeneram pouco a pouco e acabam caindo no erro, na vertigem, ou no ridículo, sinal incontestável do afastamento dos bons Espíritos.

Conseguir a assistência destes, afastar os Espíritos levianos e mentirosos tal deve ser a meta para onde convirjam os esforços constantes de todos os médiuns sérios. Sem isso, a mediunidade se torna uma faculdade estéril, capaz mesmo de redundar em prejuízo daquele que a possua, pois pode degenerar em perigosa obsessão.

O médium que compreende o seu dever, longe de se orgulhar de uma faculdade que não lhe pertence, visto que lhe pode ser retirada, atribui a Deus as boas coisas que obtém.

Se as suas comunicações receberem elogios, não se envaidecerá com isso, porque as sabe independentes do seu mérito pessoal; agradece a Deus o haver consentido que por seu intermédio bons Espíritos se manifestassem. Se dão lugar à crítica, não se ofende, porque não obra do seu próprio Espírito. Ao contrário, reconhece no seu íntimo que não foi um instrumento bom e que não dispõe de todas as qualidades necessárias a obstar a imiscuência dos Espíritos maus. Cuida, então, de adquirir essas qualidades e suplica, por meio da prece, as forças que lhe faltam.

Blog:
http://ensinoespirita.blogspot.com

DOUTOR E MÉDICO EM PSIQUIATRIA DEFENDE “TESE DE DOUTORADO” SOBRE “MÉDIUNS ESPÍRITAS”

Alexander Moreira de Almeida é médico e doutor em psiquiatria pela USP – Universidade de São Paulo, coordenador do NEPER – Núcleo de Estudos de Problemas Espirituais e Religiosos do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e diretor técnico e clínico do HOJE – Hospital João Evangelista.

O fato de registro, é que o doutor Alexander de Almeida defendeu sua Tese de Doutorado sobre “Fenomenologia das experiências mediúnicas, perfil e psicopatologia de médiuns espíritas” recorrendo a dezenas de médiuns espíritas e a varias associações espíritas de São Paulo, onde concedeu uma entrevista exclusiva ao Jornal de Espiritismo.

Como médico psiquiatra, o que o levou a escolher tal Tese de trabalho, para o seu doutoramento: “Fenomenologia das experiências mediúnicas, perfil e psicopatologia de médiuns espíritas”?
A.M.A – A importância que as vivências mediúnicas tiveram e ainda têm nas diversas civilizações e, mesmo assim, serem praticamente inexploradas no meio acadêmico.

Como os seus examinadores e a própria Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, viram a sua Tese de Doutorado?
AMA – Muito bem. Sempre recebi todo o apoio do Departamento de Psiquiatria da USP, da FAPESP (Fundação de Amparo Á Pesquisa do Estado de São Paulo), bem como a banca teve uma postura muito científica: rigorosa, mas aberta..

E o orientador da Tese de Doutorado? Quem foi?
AMA – Francisco Lotufo Neto, professor livre-docente do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo..

Quem foram seus examinadores?
AMA – Prof. Dr.. Paulo Dalgalarrondo, Doutor pela Universidade de Heildelberg (Alemanha), livre-docente em Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas); Prof. Dr. Leonardo Caixeta, psiquiatra, doutor em Neurologia pela Universidade de São Paulo, professor da UFG (Universidade Federal de Goiás); Prof. Homero Vallada, livre-docente, Professor de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP e da Universidade de Londres, maior especialista em genética psiquiátrica no Brasil e pelo Prof. Dr. Paulo Rossi Menezes, psiquiatra e epidemiologista, doutor pela London Universisty, livre-docente da faculdade de Medicina da USP.

Existiu algum critério específico para a composição da Banca Examinadora?
AMA – Que fossem pesquisadores destacados e que estudassem áreas relacionadas ao tema da tese.

Durante seu estudo, verificou por certo o grau de escolaridade dos médiuns espíritas. São eles incultos e ignorantes como se di
z?
AMA – 46,5% dos médiuns tinham escolaridade superior ou superior com pós-graduação. O Censo Brasileiro de 2000 mostrou que o Espiritismo é a única religião em que a proporção de adeptos aumenta quanto maior o nível educacional do segmento estudado.

Os médiuns espíritas sofrem de transtornos dissociativos, psicóticos ou transtornos de personalidade múltipla?
AMA – Eles também podem apresentar estes e outros transtornos mentais, como qualquer indivíduo, no entanto, a prevalência de problemas psiquiátricos entre os médiuns estudados foi menor que o encontrado na população geral.

Então os médiuns espíritas não são esquizofrénicos?
AMA – Não, eles são até mais saudáveis que a população geral. Isto, apesar de terem muitas vivências alucinatórias e de influência que normalmente são consideradas como sintomas clássicos de esquizofrenia.

Como a mediunidade é vista pela medicina?
A.M.A – Como a expressão de uma manifestação cultural, religiosa, que não necessariamente é patológica. Sobre a explicação de sua origem, habitualmente é considerada como um fenômeno dissociativo em que se manifestam conteúdos do inconsciente do indivíduo. No entanto, estas ideias são baseadas em muitas opiniões e poucas pesquisas.

A mediunidade é causa de doenças mentais?
AMA – Apesar de, historicamente, nos últimos 150 anos ter se acreditado nisto, não há evidências a este respeito.

Quais os possíveis mecanismos neurofisiológicos da mediunidade?
AMA – Desconheço estudos a este respeito, tudo que eu dissesse seria meramente especulativo.
Alguns colegas defendem que a glândula pineal é o órgão sensorial da mediunidade. Sabemos que essa hipótese não é nova.

O espírito de André Luiz através do respeitado médium Francisco Cândido Xavier trouxe de novo a “lume”. Qual a sua opinião?
AMA – Há uma longa história de associação da pineal com o Espírito, isto vem desde Descartes. Do ponto de vista científico, desconheço qualquer estudo trazendo evidências da pineal se relacionar com mediunidade. Entretanto, sem dúvida é uma interessante hipótese a ser testada.

Sendo médico e doutor em psiquiatria, o que é a mediunidade?
AMA – Penso que a mediunidade é uma manifestação de uma habilidade humana que tem estado presente na maioria das civilizações ao longo da história. A origem destas vivências em muitos casos, acredito, podem estar realmente no inconsciente dos médiuns. Entretanto, há um considerável número de casos em que esta explicação é insuficiente, apontando para alguma fonte externa ao médium.

Como relaciona psiquiatria, espiritualidade e mediunidade?
AMA – A psiquiatria deve estar interessada numa visão abrangente e multifacetada do ser humano, assim a espiritualidade deve ser levada em conta, como todas as demais dimensões da existência humana. Por fim, a mediunidade é uma vivência que pode nos revelar muito sobre o funcionamento da mente e sua relação com o corpo.

Como distingue em seus pacientes “mediunidade” com distúrbios meramente neuropsicológicos?
AMA – Esta pergunta não admite uma resposta simples. Faz-se necessária uma avaliação cuidadosa e ampla da pessoa, o que ela tem vivenciado, suas crenças e seu contexto social e cultural. Em linhas gerais, para uma certa vivência ser considerada indicativa de um transtorno mental, deve estar associada a sofrimento, falta de controle sobre sua ocorrência, gerar incapacitação, coexistir com outros sintomas de transtornos mentais e não ser aceita pelo grupo cultural ao qual pertence o indivíduo.

Ao receber um paciente portador de faculdade mediúnica, como conduz o caso?
AMA – Trato o transtorno mental existente além de recomendar que o paciente continue com suas práticas religiosas. No entanto, se ele estiver com desequilíbrios mais graves, inicio o tratamento farmacológico e psicoterápico e solicito o afastamento das atividades mediúnicas. No entanto, recomendo que continue participando das demais atividades religiosas (palestras, orações, cultos, passes…)

O seu estudo reuniu a maior amostra de médiuns espíritas alguma vez investigada na área médica no mundo. A sua tese já teve repercussões no meio médico ou em algum centro de investigação universitário? Quais?
AMA – Tenho apresentado os resultados da tese em congressos científicos no Brasil e nos EUA, como por exemplo o Congresso Brasileiro de Psiquiatria e International Conference on Mediumship promovido pela Parapsychology Foundation

Como vê a doutrina espírita, codificada por Allan Kardec?
AMA – Como uma proposta bem fundamentada de se fazer uma investigação científica e com bases empíricas de fenômenos antes considerados metafísicos e fora do alcance da ciência.

O que é o NEPER – Núcleo de Estudos de Problemas Espirituais e Religiosos do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo?
AMA – É um grupo de estudos interdisciplinar das relações entre religiosidade saúde. É composto por psiquiatras, neurologistas, historiadores, psicólogos, antropólogos, filósofos. Não está vinculado a nenhuma religião, se prende apenas à rigorosa investigação científica nesta área.

PRINCIPAIS CONCLUSÕES
1- Os médiuns espíritas diferiam das características de portadores de transtornos de personalidade múltipla e possuíam uma alta média de sintomas de primeira ordem para esquizofrenia, mas estes não se relacionavam aos escores de outros sintomas psiquiátricos e não se relacionavam a problemas no trabalho, família ou estudos.

2- A maioria teve o início de suas manifestações mediúnicas na infância e estas, atualmente, se caracterizam por vivências de influência ou alucinatórias que não necessariamente implicam num diagnóstico de esquizofrenia.

3- A mediunidade provavelmente se constitui numa vivência diferente do transtorno de personalidade múltipla.

DADOS DA INVESTIGAÇÃO
Total: 115 médiuns espíritas
Mulheres: 76,5%
Média de Idade: 48 anos
Desemprego: 2,7%
Curso superior: 46,5%
Média de anos no espiritismo: 16 anos
Possuíam mais de 3 tipos de mediunidade;
Incorporação: 72%
Psicofonia: 66%
Vidência: 63%
Audiência: 32%
Psicografia: 23%
Exerciam a mediunidade por semana: 7 a 14 vezes

Pesquisa do Leal

Publicado em SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/

Médium

*

Médium

O que você gostaria de saber sobre “Medium”, série protagonizada por Patricia Arquette e exibida na Sony? O G1 participará de uma entrevista com o elenco e abre espaço para que os fãs enviem suas questões. Para participar, escreva sua pergunta na área de comentários, abaixo do texto.

“Medium” parou em sua quarta temporada aqui no Brasil, e a quinta deve estrear ainda neste ano, mas sem data confirmada.

Na história, os poderes mediúnicos de Allison (Patricia Arquette) são expostos ao público e viram de cabeça para baixo sua vida e a de sua família. Nos Estados Unidos, a série já está no quinto ano. Estão no elenco, além de Arquette, Jake Weber e Miguel Sandoval, entre outros. A quarta temporada contou com a participação especial de Anjelica Houston.
*
Saiba mais:
http://g1.globo.com/Noticias/PopArte/0,,MUL1095959-7084,00-FACA+SUA+PERGUNTA+SOBRE+A+SERIE+MEDIUM.html
*

James Van Praagh

*

James Van Praagh

O que acontece depois da morte? E para onde vai o espírito que habitava o corpo? Ele consegue manter contatos, fica à nossa volta e pode até mesmo interferir em nossas escolhas? Sem dúvida, esses são os maiores questionamentos de quem já ouviu falar ou daqueles que estudam o espiritismo em qualquer país.

Nesta linha de pesquisa, o médium americano James Van Praagh – que se tornou referência mundial no assunto pelos seus trabalhos em diferentes países – lança seu novo livro “Espíritos Entre Nós” (ed. Sextante, 208 pág. R$ 15,90) e vem a capital paranaense para um bate-papo com o públicom com tradução simultânea. O encontro é amanhã (14 de abril), às 19h30, na Livrarias Curitiba Megastore do ParkShopping Barigui (rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600, loja T17, Mossunguê, tel. 41-3330-5160 / 3330-5185 / 3330-5000). A entrada é franca.

James Van Praagh é co-produtor da série Ghost Whisperer – que aborda o lado espiritual entre a vida e a morte – exibida no Brasil pelo canal Sony Entertainment Television e em mais de 200 países em todo o mundo. Para ele, interesse do público por assuntos sobrenaturais pode ser explicado. “A sociedade evoluiu espiritualmente, a ponto de abandonar noções pré-concebidas e abrir a mente para entender a verdade sobre o mundo que chama de espiritual”, diz.

Reencontro

Segundo o autor, perder um ente querido talvez seja uma das dores mais profundas que as pessoas sentem. Imersos na saudade, na tristeza e muitas vezes na culpa, elas se agarram à memória e se questionam se algum dia voltará a encontrá-los. O autor afirma que sim, mas alerta que os espíritos maus também nos cercam.

“Muitas vezes, pessoas que morreram tragicamente continuam presas à Terra, o que pode gerar uma série de transtornos e sofrimentos em nossas vidas. Não me canso de repetir que, independentemente da forma da morte – homicídio, doença, acidente, suicídio ou velhice – ninguém sente dor ao morrer e ninguém fica sozinho: quando saímos do corpo, nossos entes queridos que já faleceram vêm nos receber”, elucida o autor que há 25 anos se dedica a explicar esses mistérios.

Mas como identificar os espíritos que estão ao nosso lado? Como saber se são anjos ou assombrações? Como reconhecer os sinais que eles nos enviam? Como compreender suas mensagens? No livro, o médium demonstra técnicas e exercícios que ajudam a compreender o outro lado da vida e enxergar a morte com mais naturalidade.

“Não há morte antes da hora. E também não há morte que possa ser evitada. Por quê? Simplesmente porque não existe morte. Existe apenas a transição de uma existência física para outra, não-física”, explica.

Por meio de exemplos reais vividos pelo autor ao longo de sua vida, o leitor vai descobrir o que fazer quando nosso amor aprisiona um espírito, as diferentes maneiras que as almas se comunicam, como nos proteger de espíritos malignos e como entrar em contato com o outro lado.

“Sei que é difícil, mas não precisamos ter medo ao falar do assunto. O conhecimento nos faz abrir os olhos e o coração para compreender os mistérios da vida e desvendar os segredos da morte, que é um acontecimento natural”, ressalta Van Praagh.

Ghost Whisperer

A série explora o lado espiritual entre a vida e a morte. Estrelado por Jennifer Love Hewitt (cujo personagem é Melinda Gordon) – que possui o dom de conversar com espíritos presos na Terra – ela vai ajudá-los a resolver o que ainda os prende ao plano físico

Dona de um antiquário, ela encara sua sensibilidade como uma bênção e também como uma maldição, mas sempre ajuda esses fantasmas a encontrar a paz e assim dormirem eternamente em paz.

Inspirada no trabalho real dos médiuns norte-americanos James Van Praagh e Mary Ann Winkowski, o programa mostra o dia a dia de Melinda, que se casou há pouco tempo com um paramédico que sabe do poder da esposa e a apóia. Mas como diz a introdução da série, para contar sua história ela tem que contar a dos espíritos que a procuram querendo ajuda. Assim, a cada episódio é mostrado como ela auxilia vivos e mortos que buscam uma conclusão para seus problemas sobrenaturais.

A série estreou em 2005 no canal CBS com 22 episódios e se tornou líder em audiência nos Estados Unidos. Outros gêneros semelhantes surgiram em diversos canais e países, mas nenhum com tamanha aceitação de público.

Perfil

James Van Praagh é um dos médiuns mais conhecidos em todo mundo. Já escreveu outros livros como “Conversando com os Espíritos”, “Em Busca da Espiritualidade”, O Despertar da Intuição” e “Conversas com o Além”. Suas obras já venderam mais de quatro milhões de exemplares – mais de 450 mil unidades somente no Brasil.

Pela qualidade dos textos e a facilidade de entendimento dos leitores, suas obras estão na lista dos mais vendidos em jornais como o The New York Times e o site Amazon com frequência.
*
Fonte:
http://www.paranashop.com.br/colunas/colunas_n.php?op=cursos&id=20863
*

Mediunidade

*

“Uso minha intuição a favor da lei”

A parapsicóloga forense americana ganha popularidade na tevê ao mostrar como ajuda a polícia na solução de crimes hediondos

por Suzane Frutuoso

Em uma noite, mais de 30 anos atrás, a americana Sally Headding preparava o jantar, enquanto ouvia o noticiário na tevê em sua casa, na Califórnia. A reportagem falava de uma menina que estava desaparecida.

“Quando escutei a história, imagens da criança e flashes de seu corpo já morto apareceram diante dos meus olhos, como se fosse um slide de fotos”, lembra.

O marido de Sally, um médico que vinha do plantão no hospital, a encontrou tremendo e chorando. Após ouvir suas explicações, ele quis que ela contasse à polícia qual era a área onde a garota estaria.

“Recusei. Estava certa de que me achariam maluca. Meu marido chamou os policiais e repetiu tudo o que senti”, contou. Às 6 h da manhã seguinte, policiais chegaram à casa dos Headding. Achavam que Sally sequestrara a criança.

O malentendido foi logo desfeito. Desde então, a polícia passou a contatar a parapsicóloga forense, que ajudou a desvendar mais de mil crimes em diferentes países, para auxiliar em investigações.

Sally, 65 anos, se tornou conhecida graças à série Investigadores psíquicos, exibida no Brasil pelo canal Discovery Chanel. Formada em psicologia e doutora em parapsicologia pela Universidade de Berkeley, ela prepara um livro sobre seu dom – ou fardo. Hoje viúva, mãe de uma moça e avó de duas meninas.
*
= Artigo completo em: =
Fonte: Revista Isto É
http://www.terra.com.br/istoe/edicoes/2055/uso-minha-intuicao-a-favor-da-leia-parapsicologa-forense-americana-129756-1.htm
*